fbpx

Falando com pais (12/08)

Publicado 12 de agosto de 2021

Neste mês de agosto a Lei Maria da Penha (Lei Nº 11.340, de 7 de Agosto de 2006) completa 15 anos de existência no Brasil, e como forma de enfatizar a necessidade do combate a violência doméstica e familiar contra a mulher, foi instituída a campanha “Agosto Lilás”.

O Agosto Lilás tem por objetivo divulgar a Lei Maria da Penha, conscientizar e sensibilizar a sociedade a respeito do efetivo combate a violência contra a mulher, bem como difundir os meios de denúncia existentes e os serviços de atendimento especializado à mulher em situação de violência.

Mas, o que é exatamente a violência doméstica? De acordo com o art. 5º da Lei Maria da Penha, violência doméstica e familiar contra a mulher é “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial”.

Saiba mais!

O portal do Instituto Maria da Penha apresenta 14 mitos sobre a violência doméstica. Clique aqui para ler.

Mesmo com o marco legal e da campanha de conscientização do Agosto Lilás, a educação para o combate a violência doméstica e familiar contra a mulher (e qualquer outro tipo de violência) também são de responsabilidade da família e da escola.

O respeito ao próximo e a não violência (contra a mulher ou de qualquer outra natureza) devem ser valores inegociáveis ensinados e valorizados desde a primeira infância e durante todas as fases de formação da criança, do adolescente e do jovem. Nesse sentido, a atuação da família e da escola consistem em fundamentais pilares para que a violência, em especial destaque neste mês contra a mulher, cesse em nossa sociedade.

Apesar da importância da Lei Maria da Penha e da campanha Agosto Lilás, vale destacar que a existência desse marco legal e dessas ações de conscientização e sensibilização só seguem existindo em face da bruta realidade que continua assolando dezenas de milhares de mulheres em todo o nosso país anualmente. O desejo de pôr um fim a tudo isso nasce, em partes, com a indignação frente aos números assustadores: apenas em 2020 o país registrou 105.821 denúncias de violência contra a mulher. Ou seja, são aproximadamente 290 casos por dia, 12 casos a cada hora, 1 mulher violentada a cada 5 minutos no Brasil!

O caminho para o combate e o fim da violência doméstica contra a mulher acontece por meio da denúncia dos casos, da proteção e amparo das vítimas, da difusão da importância desse tema e, principalmente, por meio da educação para o exercício da cidadania, da ética e dos valores morais para o convívio em sociedade, pontos esses que são valorizados e praticados constantemente em nossas escolas, desde o ensino infantil ao ensino médio/pré-vestibular.

Como denunciar?

O Ligue 180 é um serviço de utilidade pública essencial para o enfrentamento à violência contra a mulher. Além de receber denúncias de violações contra as mulheres, a central encaminha o conteúdo dos relatos aos órgãos competentes e monitora o andamento dos processos.

Além do número de telefone 180, é possível realizar denúncias de violência contra a mulher pelo aplicativo Direitos Humanos Brasil e na página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), responsável pelo serviço. No site está disponível o atendimento por chat e com acessibilidade para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Também é possível receber atendimento pelo Telegram. Basta acessar o aplicativo, digitar na busca “DireitosHumanosBrasil” e mandar mensagem para a equipe da Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180. Para mais informações, acesse o portal do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do Governo Federal, clicando aqui.

Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
udemy free download
download micromax firmware
Download Premium WordPress Themes Free
online free course